[ editar artigo]

Mídias na educação: utilizando sites ou blogs em sala de aula

Mídias na educação: utilizando sites ou blogs em sala de aula

A educação midiática é indispensável para preparar as crianças e adolescentes para uma sociedade permeada por recursos tecnológicos digitais voltados para a comunicação e troca de informações. Já escrevi textos sobre educação midiática e letramento digital anteriormente e recomendo a leitura.

Ao utilizar as mídias no processo de ensino aprendizagem, professores e alunos ampliam seu potencial comunicativo, tornando-se mais críticos na leitura das informações recebidas e se apropriando das ferramentas disponíveis para produção autoral, cada vez mais acessíveis, por exemplo em um smartphone.

Este é o primeiro texto da série sobre Mídias na Educação, cujo objetivo é compartilhar um pouco da minha experiência prática como educomunicador e professor de tecnologias educacionais. Cada texto terá como tema uma mídia digital, abordando a importância, os benefícios, as ferramentas e maneiras práticas de trabalhar com este recurso em sala de aula.

Neste texto, o foco será a utilização de sites e blogs no processo educativo, especialmente como possibilidade de produção por parte dos alunos. Estas mídias estão presentes no cotidiano de todos nós, acessamos provavelmente todos os dias.

 

Por que usar sites e blogs na educação?

Os sites e blogs (que na verdade são um tipo de site) fazem parte do dia a dia de qualquer pessoa. Acessamos as páginas na internet para ler notícias, fazer compras, enviar mensagens de e-mail, procurar emprego, organizar as férias. Saber utilizar uma mídia tão presente no cotidiano já é motivo suficiente para inseri-la na sala de aula.

O desenvolvimento de sites, que antes dependia de programação em linguagens como HTML e PHP, tornou-se mais simples, com ferramentas que permitem a construção de uma página completa sem necessidade de saber programação. Essa mudança facilita a criação de atividades com alunos de construção de sites ou blogs.

Ao utilizar páginas da internet no processo de ensino aprendizagem, é importante adotá-las de maneira reflexiva, não apenas instrumental, para que seja desenvolvido o pensamento crítico sobre a mídia e a compreensão sobre as questões éticas na sua utilização como forma de transmissão de informações.

Os blogs, especialmente, são espaços utilizados para emitir opiniões e divulgar informações que não necessariamente passaram por um processo profissional sério de apuração jornalística. É preciso entender essa particularidade, com uma visão crítica sobre eles, para separar o que é bom e o que pode ser prejudicial, visto que alguns blogs e sites estão diretamente relacionados com a difusão de fake news.

Experimentar o processo de desenvolvimento de um site ou blog, permite aos alunos ampliar o conhecimento sobre aquela mídia também como leitores. A produção autoral de páginas na internet aumenta o potencial comunicativo de estudantes e contribui para a sua formação como cidadãos e cidadãs.

 

Ideias de aplicação em sala de aula

Vimos a importância e os benefícios de inserir os sites e blogs na sala de aula, agora vou mostrar algumas possibilidades mais práticas. Provavelmente, professores e alunos já utilizam páginas da internet para fazer pesquisas, buscarem conteúdos do seu interesse e se comunicarem.

A primeira sugestão diz respeito a trabalhar com a análise do discurso e das características da linguagem utilizada nestas mídias, especialmente nos blogs, que possuem uma forma mais padrão de escrita. O reconhecimento das características da linguagem e da maneira como se apresentam os textos, imagens, vídeos ou outros formatos, permitem o entendimento das possibilidades de utilização da mídia, permitindo a discussão de questões de uso ético e responsável.

Os docentes podem propor a criação de um blog coletivo da turma, onde serão publicados textos das alunas e alunos. É uma forma de divulgar a produção feita em sala de aula para além dos muros da escola. Este blog pode conter textos específicos de um projeto de alguma disciplina ou até mesmo ser uma iniciativa mais aberta, permitindo a escolha dos temas de acordo com seu interesse e contribuindo para o desenvolvimento da autonomia e autogestão dos estudantes.

Outra possibilidade é a construção, feita pelos alunos, de um site institucional para projetos da turma. Assim, os projetos de uma feira de ciências ou de uma mostra cultural podem ser divulgados em um ou vários sites, ampliando o alcance daquela divulgação.

A atividade pedagógica com sites mais interessante que realizei como professor foi numa eletiva de jornalismo para ensino médio, na qual os grupos de alunos e alunas tiveram que construir um site-reportagem sobre algum tema do seu interesse, incluindo produção de vídeo, podcasts e textos com imagens. O projeto permitiu a aplicação de todos os conceitos e formatos trabalhados ao longo do semestre e ainda contribuiu para que as produções extrapolassem o espaço da escola.

 

Ferramentas tecnológicas disponíveis

Para finalizar, vou listar algumas ferramentas de construção de sites e blogs, que funcionam online e são gratuitas, para serem utilizadas por educadores e educandos em atividades pedagógicas.

  • google sites: ferramenta gratuita do google para construção de sites, que ficam hospedados no próprio Google. As escolas que já utilizam os aplicativos do G Suite podem ter maior facilidade, porém basta ter uma conta gmail para poder utilizar a ferramenta. Os pontos fortes são a facilidade para a construção e a possibilidade de acessos simultâneos para produção colaborativa.
     

  • blogger: plataforma para criação de blogs de forma gratuita, também é uma solução da Google e necessita uma conta gmail ou G Suite. Não utilizei em sala de aula, mas parece ser a mais prática das opções para colocar um blog funcionando, esta praticidade é um ponto forte.
     

  • wix: a ferramenta permite ao usuário construir sites bastante elaborados, ficando com uma aparência profissional sem dificuldades. O site pode ser hospedado gratuitamente no wix, mantendo o nome da empresa no domínio e em uma barra superior. É um pouco mais complexo do que o google sites, por conta da maior diversidade de opções (algumas são pagas, porém há uma grande quantidade de funcionalidades gratuitas), não pela forma de utilização. Recomendo para projetos com mais tempo disponível para a produção e/ou com necessidade de uma aparência mais elaborada.
     

  • wordpress: ferramenta mais utilizada pelo mercado profissional, é um pouco diferente do wix em termos de usabilidade, me pareceu menos intuitiva para iniciantes (pode ser apenas uma impressão pessoal), por isso optei pelo wix nos projetos com alunos. Uma das vantagens é a utilização da plataforma mais comum no mercado de trabalho. (obs: existe o wordpress .org e .com, para ter hospedagem gratuita com domínio da empresa, deve-se utilizar o .com, o .org exige domínio e hospedagem próprios mas permite a exportação do código fonte).
     

  • medium: ferramenta diferente das anteriores, pois não é para construir site ou blog. O medium é uma plataforma para publicação de textos em forma de blog atrelados ao perfil do autor ou da autora. Neste caso, poderia ser utilizada para criar um perfil da turma e ser utilizado para publicar os textos do blog. A vantagem é que o medium funciona como uma comunidade interativa, então leitores e autores recebem recomendações de leituras, podem fazer comentários. Pode ser legal para ampliar o alcance dos textos, já que a divulgação não depende apenas dos criadores do blog.

 

Espero que tenha conseguido organizar as principais informações sobre o uso dessa mídia na educação. Deixe seu comentário para contar como utiliza sites e blogs na sala de aula ou com perguntas para contribuir na discussão.

Te encontro no próximo texto da série.

 

Foto por HalGatewood.com em Unsplash

 


Gostou do texto? Seja membro

Faça o login (no canto superior direito) para ter acesso a materiais exclusivos, receber avisos de novos conteúdos relevantes para você e escrever artigos autorais que serão lidos por todo o público do Camadas Educacionais.

A comunidade é mantida pela Layers Education, referência em soluções de tecnologia para as escolas. Visite o site e conheça!

Camadas Educacionais
Henrique Uyeda do Amaral
Henrique Uyeda do Amaral Seguir

Henrique Uyeda do Amaral é escritor e educomunicador. Responsável pela gestão e produção de conteúdo no blog-comunidade. Especialista em educação e tecnologia, já atuou como educador, formador de professores, autor de material didático e mais.

Ler conteúdo completo
Indicados para você