[ editar artigo]

Como melhorar a comunicação escolar com família e alunos?

Um dos pontos mais importantes para que as instituições de ensino tenham sucesso e sejam bem avaliadas no mercado, principalmente na era da educação 4.0, é realizar uma boa comunicação escolar.

Durante a prática do ensino nas escolas existem várias pessoas envolvidas, indo da figura do diretor, professores, alunos e até os pais. E qual será a melhor maneira de proporcionar uma comunicação direta e centralizada entre todos eles?

A metodologia usada anteriormente, por meio de recados escritos e direcionada apenas aos alunos, já não condiz com o momento que vivemos hoje, com várias ferramentas digitais disponíveis. Até mesmo o uso de emails já não se mostra mais efetivo para esse tipo de comunicação.

Então, como unir esses fatores e melhorar a comunicação escolar, principalmente entre as instituições e as famílias dos alunos? É isso que você vai conferir agora com 3 dicas fundamentais que precisa colocar em prática.

Family using mobile phone in living room at home

3 dicas para fazer a melhor comunicação escolar

Seguir cada uma dessas dicas vai ajudar você a encontrar a melhor solução para atingir esse objetivo, que é disponibilizar a melhor comunicação escolar para todos os envolvidos.

1. A comunicação deve ser transparente e acessível

Todos podem e devem ter acesso fácil às informações. Esse é o princípio mais importante quando falamos de melhorar a comunicação escolar.

Não dá para manter um canal de comunicação que pode ficar oculto, seja quando os alunos não repassam alguma informação para a família, ou quando os pais abordam diretamente as instituições. É preciso que todos possam ter visibilidade da comunicação realizada em torno desse ambiente escolar.

Por isso, é fundamental buscar ferramentas que criem esse canal acessível e que mantenham sempre a transparência para todos saberem o que está acontecendo.

2. Disponibilize um canal aberto e disponível para diálogo

Pensando ainda nesse canal, é preciso que ele seja aberto para manter o diálogo entre todos. Qualquer pessoa relacionada com a comunicação escolar deve ter o direito de se comunicar, que é uma ação capaz de impactar diretamente na qualidade do ensino.

Com as facilidades que as redes sociais acabam proporcionando no nosso dia a dia, algumas instituições optam por utilizá-las com essa finalidade. Mas na prática, fazer a comunicação escolar representa um perigo. O principal problema fica por conta da falta de visibilidade e de gestão. Não é possível mensurar métricas de visualização de comunicados enviados aos pais, por exemplo.

É importante contar também com um feed de notícias e as informações completas das agendas dos alunos, desde que as instituições consigam acompanhar esse uso por parte dos pais.

3. Use uma ferramenta que mostre precisão e confiabilidade nas informações trocadas

Mesmo seguindo os pontos anteriores, o canal deve ser preciso e confiável, ou seja, as informações disponibilizadas devem ter um nível de controle e segurança para evitar problemas de comunicação e até mesmo informações imprecisas.

Para escolher bem essa ferramenta, é importante conhecer quem são os demais clientes atendidos e qual o nível de confiança que colocam na solução.

Ter esses cases de sucesso, principalmente de outras instituições reconhecidas no mercado, passa tranquilidade para saber que está fazendo a melhor opção entre todas que estão no mercado.

Agora que você já conhece as principais dicas para melhorar a comunicação escolar com a família e alunos, conheça todos os detalhes da plataforma Layers Education, a melhor maneira de otimizar toda a troca de informações da sua instituição, de forma descomplicada e facilmente acessível por todos.

 


Seja membro da comunidade

Faça o login (no canto superior direito) para ter acesso a materiais exclusivos, receber avisos de novos conteúdos relevantes para você e escrever artigos autorais que serão lidos por todo o público do Camadas Educacionais.

Camadas Educacionais
Ler conteúdo completo
Indicados para você